Começa hoje o Simpósio Internacional de Música Nova 2016

Poster do Simpósio Internacional de Música Nova 2016

Poster do Simpósio Internacional de Música Nova 2016

Daqui a pouco (19:00 de hoje, 11 de setembro) ocorre a cerimônia de abertura do Simpósio Internacional de Música Nova 2016, o terceiro SiMN. O SiMN é promovido pelo Núcleo Música Nova – Grupo de Pesquisa em Música Contemporânea da UNESPAR, dirigido pelo professor Felipe Ribeiro. Logo após a cerimônia acontece o concerto com difusão de Alvaro Borges.

O SiMN consiste em palestras, conferências, leitura de obras, cursos, e, principalmente, concertos. Vários grupos e/ou músicos de altíssimo nível, especializados em música contemporânea. Eles irão fazer de Curitiba a capital da música nova por uns dias.

Se julgarmos pela programação das edições anteriores do SiMN (2012 e 2014), será completa e totalmente imperdível.

Público alvo

Quem deve assistir e/ou participar da programação do SiMN? Qualquer pessoa interessada em música tirará muito proveito. Mas quem é estudante ou profissional tem obrigação de acompanhar alguma coisa.

Por quê? Para estar um pouco informado do que está acontecendo agora no mundo em termos de composição musical. Aqui no SiMN estarão grupos especializados e compositores que constituem boa mostra do que de melhor está acontecendo.

É perigoso ouvir música contemporânea? Claro que sim! Perigoso demais. Pra você que pretende ficar no seu conformismo, ouvindo música que já sabe de cor – melhor passar longe do SiMN. Vá apenas se estiver disposto ao novo, ao inusitado, a aprender, a ver/ouvir o mundo com outros olhos/ouvidos. Conhecer gente interessante, novas ideias, uma nova ecologia sonora.

Agora, se você estudante ou professor de música e não quiser participar, sinto informar – você corre o risco de estar seriamente desatualizado.

Programação

O evento tem um sítio na internet. Lá tem uma página com a programação. E um folder com explicações, currículos dos músicos e repertório dos concertos.

Pela manhã acontecem principalmente as leituras de obras, cursos e palestras – eventos mais direcionados ao público especializado e/ou que se inscreveu no evento.

Durante as tardes, muitos concertos e palestras (cujos participantes se inscreveram e foram selecionados pela comissão organizadora). Alguns serão especialmente interessantes, como as Sonatas e interludios para piano preparado de John Cage, apresentadas por Grace Torres e Lilian Nakahodo (terça 14:30 no teatro da Reitoria) ou o concerto de Luciane Cardassi e Fabio Oliveira (sexta 12:00 no Museu Oscar Niemeyer).

Mas o grosso da programação de concertos ocorre à noite, com os convidados especiais. Isso aí não vai dar pra perder nada: hoje (domingo, 19:30) – música eletro acústica com difusão de Alvaro Borges no TELAB/FAP; segunda, 19:30 – Mivos Quartet na Capela Santa Maria; terça, 19:30 – Matthias Koole na Capela Santa Maria; quarta, 19:30 – Mark McGregor na Capela Santa Maria; quarta, quinta, 19:30 – Orquestra Filarmônica da UFPR faz homenagem a Gilberto Mendes no auditório da UTFPR; sexta, 19:30 – Ensamble Móbile no auditório do Museu Oscar Niemeyer; sábado, 19:30 – Duo Cardassi/Oliveira no auditório do Museu Oscar Niemeyer.

A maior parte das obras apresentadas será de estreias. Ou seja, o evento é simplesmente o topo da produção atual, com grupos de altíssimo nível estreando obras dos compositores de maior destaque na atualidade.

Tá esperando o quê? Corra marcar tudo na agenda, não perca nada!

Para saber mais

Veja outros textos que já escrevi sobre eventos relacionados ou músicos participantes do SiMN 2016:

O concerto de Ralf Ehlers no Simpósio de Música Nova em Curitiba

O ciclo de palestras e concertos “Desde a música eletroacústica”

Um balanço do 2º Festival de Música Contemporânea Brasileira

Perdemos Gilberto Mendes e Pierre Boulez