Meu próprio blog

Sério mesmo, eu nunca imaginei que chegaria a ter meu próprio endereço.

No próximo post eu vou contar os detalhes técnicos sobre como fiz isso aqui: hospedagem, domínio, instalação, configurações, etc. Pode interessar a muita gente que tem blog em serviços gratuitos, mas já merece se dar ao luxo de abrir e manter espaço próprio.

Mas porque eu resolvi fazer isso?

Em primeiro lugar porque cheguei à conclusão que vai compensar financeiramente. Eu estava blogando num portal coletivo (opsblog.org, parte de opensadorselvagem.org – a quem seguirei devendo eterna gratidão e admiração), mas as dificuldades em contribuir como deveria para a gestão técnica e financeira daquele espaço, e a constatação de que o espaço próprio me demandará menos tempo e dinheiro acabaram pesando significativamente na decisão.

Outro fator foi a vontade de juntar num espaço só os blogs wordpress que eu tinha criado para servir como apoio às minhas aulas. E é por isso que você pode ver que o menu que fica bem na parte de cima do template remete a páginas que correspondem às matérias que leciono na FAP. Quer dizer, agora eu também vou mandar meus alunos olharem isso aqui, e publicar sobre os assuntos que eu entendo alguma coisa.

Porque o blog que agora vou abandonar – Um drible nas certezas, acabou sendo usado como um espaço para escrever sobre temas variados, às vezes sem profundidade. Não que eu vá agora virar um cara sério assim de sopetão. Mas prometo menos fofoca a atualidades e mais crítica cultural e reflexão política. Não é a mesma coisa? – vai perguntar o leitor. Não é não, vou responder meio já sem paciência.

Outro motivo é que eu sei que a internet é um negócio muito promissor neste brasilzão, e quero aproveitar esta onda de disseminação da banda larga para estabelecer alguns serviços educacionais e culturais baseados na web. Mas se eu quiser aprender a cuidar dessas coisas, nada melhor que começar a blogar num lugar que eu mesmo tenho que instalar o CMS, controlar o cPanel e etc (opa, prometi deixar a parte técnica para o próximo post!).

Então é isso.

andreegg.org vai ser um misto de página pessoal, portfólio de textos acadêmicos, material de apoio às aulas, blog bobagento, espaço de crítica cultural, central nodal para tudo que faço na web, etc, etc e etc.

Espero que consiga fazer meus 4 leitores se sentirem à vontade neste novo espaço.

Se eu conseguir continuar interagindo e mercendo links de gente como Hugo Albuquerque, João Villaverde, Tuco, Lelec, já me dou por satisfeito.

Então, amigos, puxem a cadeira e venham tomar um café…