Categoria: Resenhas de livros

Eduardo Jardim: Eu sou trezentos – Mário de Andrade, vida e obra

um dos principais estudiosos do pensamento de Mário de Andrade lançou um livro importante. Aproveitando a memória dos 70 anos da morte do escritor, o livro saiu no fim de 2015. Trata-se do livro de Eduardo Jardim, Eu sou trezentos: Mário de Andrade, vida e obra. Antes de analisar a obra, podemos dizer que ao […]

Continue Reading

Jorge Amado: Seara vermelha (1946)

O romance Seara vermelha foi publicado por Jorge Amado em 1946. Segundo a lista de publicações que consta no verbete da Wikipedia em português, foi o 13º livro do autor, e o 10º romance. A edição que li é da coleção das obras completas que está sendo publicada agora pela Editora Cia. das Letras. Comprei […]

Continue Reading

Retrospectiva 2015: livros

É até meio temerário escrever esse post agora, porque faltam alguns dias pro ano acabar, e pode ser que eu leia ainda alguma coisa, já que as férias são o tempo de leitura por excelência. De qualquer modo, o que vier depois entra na contabilidade de 2016. Não sei se vou lembrar de tudo que […]

Continue Reading

Jane Austen: Razão e sentimento

  Este foi o primeiro livro publicado de Jane Austen. Enquanto Razão e sentimento saía impresso – e vendia bem, A abadia de Northanger estava no escritório de um editor que comprara os direitos por 10 Libras mas passados vários anos não tinha publicado. O inesperado sucesso financeiro de seu primeiro livro publicado (rendeu 140 […]

Continue Reading

Jane Austen: A abadia de Northanger

Primeiro eu comprei uma “caixa especial” de Jane Austen, numa super promoção da Amazon. Depois eu vi o Thomas Piketty dizendo no começo do seu livro que os economistas do século XIX não tinham bons dados para fazer análises consistentes, e que alguns romancistas forneciam melhor panorama da questão da riqueza patrimonial, citando principalmente Jane […]

Continue Reading

Arte e política no Brasil: modernidades (o livro e seu processo editorial)

Há quatro anos, em janeiro de 2011, sentamos eu, Artur e Rosane no Caruso, para comermos umas empadas (deliciosas) e desenhar o projeto de um livro coletivo sobre arte e política no Brasil. Saímos dali com um plano de trabalho, o tema modernidades como guia, e uma lista de autores a convidar. A lista era […]

Continue Reading

Tennessee Williams: Um bonde chamado desejo

Parece que Um bonde chamado desejo é um dos grandes clássicos da literatura e da dramaturgia norte-americanas. É realmente um grande texto de Tenessee Williams, com dois personagens muito fortes: Blanche DuBois, uma herdeira arruinada de proprietários do Mississipi e Stanley Kowalski, um filho de imigrantes poloneses veterano da guerra e que agora trabalha em […]

Continue Reading

Crítica da história “Piteco Ingá” – por Mariana de Souza Egg

A capa de Piteco Ingá é bem detalhista e dela dá para notar que as personagens são bem diferentes do que os do Maurício de Souza. Os traços são bem detalhistas, as personagens são bem reais. Ele usa cores bem marcantes. É um livro bem legal. É recomendado para crianças e adultos, de qualquer idade. […]

Continue Reading

Edney Silvestre – A felicidade é fácil

No texto que escreveu para a orelha do livro do colega, o escritor Luiz Ruffato diz que, apesar dos elementos típicos da narrativa policial, trata-se de um “romance político, gênero difícil e quase inexplorado no Brasil”. Eu não sei se é tão inexplorado assim. Pega até mal dizer isso num país que teve Jorge Amado, […]

Continue Reading

Robert Darnton: a questão dos livros

Robert Darnton: A questão dos livros. O livro foi o penúltimo trabalho publicado no Brasil deste que é um dos maiores historiadores norte-americanos. Com vários trabalhos de pesquisa dedicado aos livros, e tendo atuado como jornalista, editor, diretor de bibliotecas e coordenador de projetos editoriais, Darnton tornou-se um observador privilegiado para tratar da questão do […]

Continue Reading